Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
lorenzomoura97881

Mirella Santos Exibe Corpo Sarado Em Praia Do Ceará - Quem

Tema De Propriedade Não Depende Só Da Ideia, Entretanto Do Timing, Diz Produtor


Olhe seu Facebook pelo celular neste instante e repare: quantos amigos estão de fato utilizando a função “Stories” (ou “Minha História”), que aparece no topo do aplicativo? Você verá que poucos aderiram ao “Stories”. ] desaparecer, ninguém vai perceber”, confessa Felipe Wasserman, professor de marketing digital da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) e CEO da startup PetiteBox. Lançada nas versões do app Facebook para iOS e Android no fim de março nesse ano, o “Stories” permite publicar filmes curtos, de até 10s, pra que fiquem no ar temporariamente, apenas por 24h. Depois disso, estes vídeos somem.


Essa função havia sido lançada alguns meses antes em novas redes sociais de propriedade do Facebook, como o Instagram e o WhatsApp. Por conta disso, vários usuários acusaram a equipe de Mark Zuckerberg de furtar ideias do Snapchat, primeira mídia social concretamente a formar essa função. Do mesmo jeito que o Facebook, o WhatsApp recebeu função parelho outras semanas antes e também teve recepção amarga. Empreenda O Que São As Redes sociais E Qual O Impacto De Seu Conteúdo /p>

De imediato em ligação ao Instagram, não se poderá falar o mesmo. Na rede social de fotos, o “Stories” poderá ser considerado um sucesso. Ao checar o modo de usuários e influenciadores digitais, a agência especializada em marketing digital Mediakix concluiu que as pessoas ficam 2 vezes mais tempo usando o “Stories” do Instagram que do respectivo Snapchat. Mas, se a atividade fora do Snapchat deu tão certo no Instagram, por que o “Stories” não pegou no Facebook? O Vix falou com especialistas em redes sociais para assimilar o motivo. “Stories”: por que deu incorreto?


Cada rede social tem uma função destemida diferenciado. Isso significa que a mesma ferramenta no Facebook será encarada de outra forma no Instagram, a título de exemplo. Este detalhe, por si só, justifica por que um processo tem êxito bem numa mídia social, e na outra não. É o Cinco Informações De Marketing Pet Pra Usar Nas Mídias sociais o professor Eric Messa, professor e coordenador do núcleo de inovação e mídia digital da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado). “No Instagram, o “Stories” é apresentado pra expor o dia a dia das pessoas, os bastidores do dia-a-dia.



  • Deixe clara a política de privacidade

  • Date: Vinte e um de novembro de 2013

  • Followers Insight

  • Leads geradas por fonte de tráfego

  • Treinamento em recursos informacionais

  • Marcar uma pessoa pela legenda

  • Enviar cupons de descontos


  • Imprescindível que a página possua no mínimo uma(1) publicação



É isto que os usuários querem ver no momento em que seguem alguma celebridade, por exemplo”, explica Messa. “Já o Facebook serve como vitrine social mais bem formatada, sem esse ar de imediatismo e de bastidores”. Ele conta que, após a popularidade do Snapchat, as pessoas passaram a utilizar mais o Instagram para acompanhar perfis de celebridades do que enxergar as imagens dos amigos.


“A início, o Instagram era usado para trocar conteúdo entre tua rede específico de amigos. Hoje ele vem sendo utilizado com finalidade de ver influenciadores digitais”, diz Messa. “Aí o formato “Stories” dá certo para salientar estes bastidores, todavia não como vitrine social, pelo motivo de se um usuário comete um erro, por exemplo, não tem como editar”.


“O que muda é Como Mapear Ações Pra Ampliar A Performance Comercial Da Organização , no Facebook, você se comunica só com os seus amigos”, explica Felipe Wasserman. “Ele não atinge pessoas desconhecidas, ainda mais por conta do algoritmo dele. Prontamente em tão alto grau no Instagram quanto no Snapchat, cada um pode te acompanhar, e você não obrigatoriamente precisa acompanhar de volta. Existe ali mais um viés de ídolo e de amor ao ser do que existe no Facebook, e isto faz com que as interações sejam diferentes”. O Como Anunciar Minha Loja Virtual? , aplicativo de bate-papo do Facebook, também desenvolveu uma versão do “Stories” que também não deu muito certo.


Don't be the product, buy the product!

Schweinderl